,

Grupos de apoio garantem gestação mais saudável e tranquila

Gestar é lidar com algo completamente novo, desconhecido. São nove meses de expectativa e emoções à flor da pele. É a fase mais divina da mulher e também a mais tumultuada de sentimentos contraditórios.

A mulher fica mais sensível, apreensiva e chorosa. Muitas perguntas surgirão, com muitas preocupações, dúvidas e curiosidades. O casal enfrenta mudanças na relação – agora não serão mais dois, e sim três pessoas na família –, e assim, seja o segundo ou o terceiro filho, ocorrerão modificações importantes que merecem uma atenção especial.

Justamente nessa fase tão delicada sabemos que é necessário procurar o equilíbrio emocional. Participar de grupos específicos para as gestantes é um bom caminho para que a gestação aconteça de maneira tranqüila.

No grupo, a gestante poderá trocar experiências com outras mulheres, perceber que as dúvidas e conflitos são parecidos, conviver com este período de descobertas e de muita instabilidade de uma forma mais tranqüila, dividir os temores e dúvidas em relação ao parto, aprender técnicas de relaxamento e respiração específicas para o parto, ter dicas de como lidar com o bebê (como os cuidados básicos), como lidar com cólicas, técnicas de massagem para o bebê (Shantala), período pós-parto, amamentação, entre outros assuntos.

Os temas são desenvolvidos em 12 encontros e a mulher poderá participar em qualquer tempo da gestação. O pai também pode fazer parte de alguns encontros específicos, como no dia dos cuidados com o bebê, da amamentação, entre outros.

Os encontros proporcionam teoria e prática, com vivências que sensibilizarão para uma gestação mais saudável e harmoniosa para a mãe, pai, e principalmente para este novo ser: o bebê!

A psicóloga Luciane Rossi Alves desenvolve grupo de apoio à gestante.

Autor: Luciane Rossi Alves

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.